Assassino de chacina em Sinop diz que queria “poupar vidas”

Assassino de chacina em Sinop diz que queria “poupar vidas”

Segundo Edgar Ricardo de Oliveira, um dos autores da chacina que resultou na morte de sete pessoas em um bar na cidade de Sinop, no Mato Grosso, ele tinha a intenção de “poupar vidas”.

Edgar teria argumentado com seu cúmplice, Ezequias Souza Ribeiro, durante o confronto no Bruno Snooker Bar, ocorrido na última terça-feira (21). Ezequias foi morto nesta quarta (22). Edgar ainda se justificou dizendo que não tinha a intenção de matar nenhuma criança.

Larissa Frazão de Almeida, de apenas 12 anos, foi uma das vítimas. Ela estava apenas acompanhando o pai, Getúlio, de 36 anos, que também foi assassinado.

Edgar se entregou à Polícia Civil na manhã desta quinta (23). A rendição foi negociada por seu advogado Marcos Vinicius Borges, que apontou para o arrependimento de seu cliente.

– Ele está arrependido, não é, mas não entrei nesse mérito com ele. Mas é visível o estado que ele conversa e sem dúvida ele está bem arrependido – afirmou logo após a prisão.

ATAQUE OCORREU APÓS DERROTA NA SINUCA
De acordo com o delegado Bráulio Junqueira, não há duvidas sobre a motivação do crime e a dinâmica das mortes. Segundo Junqueira, uma das vítimas, Getúlio Rodrigues Frasão Junior, de 36 anos, foi ao bar para almoçar com a mulher, Raquel Frasão, a filha, Larissa Frasão, e o amigo, Luiz Carlos, na manhã da última terça (21). Em um determinado momento, os atiradores chegaram ao local e desafiaram Getúlio a jogar. No local estavam nove clientes além dos criminosos.

Na parte da manhã, depois de várias rodadas de sinuca, Edgar perdeu em torno de R$ 4 mil, informou a polícia. Ele e seu comparsa saíram do local e retornaram na parte da tarde. Depois de perder duas rodadas, Edgar se irritou, jogou o taco na mesa e deu sinal para Ezequias. Edgar saiu do bar e pegou a espingarda no carro, enquanto Ezequias rendeu todos. Edgar entrou com a espingarda e começou a executar as pessoas. Primeiro foi o dono do bar, depois o homem que tinha ganhado todas as rodadas.

Segundo a Polícia Militar, quatro pessoas foram mortas dentro do bar enquanto outras duas foram assassinadas do lado de fora. A sétima vítima chegou a ser levada com vida para o hospital, mas acabou falecendo.

O segundo autor da chacina que deixou sete mortos em Sinop, em Mato Grosso, Ezequias Souza Ribeiro, de 27 anos foi morto nesta quarta-feira (22) durante confronto com forças policiais em uma área de mata próximo ao aeroporto da cidade.

ESSAS FORAM AS VÍTIMAS DA CHACINA

Em cima (da esquerda para direita): Adriano Balbinote, Maciel Bruno e Orisberto Sousa. Em baixo (da esquerda para direita): Getúlio e sua filha Larissa, Josué Tenório e Eliseu Silva.

As informações são do PLENO NEWS

Kleber Medrado

Deixe um comentário