O jogador de futebol Anderson Lourenço, de 23 anos, de Osasco, viajava com a família, em Mongaguá, quando desapareceu na madrugada do dia 24 de dezembro, e os momentos de angústia só terminaram nesta segunda-feira (27), infelizmente, com o pior final possível. O atleta do Osasco foi encontrado morto no mar de Praia Grande, no litoral de São Paulo.

Imagem reprodução

Anderson era jogador do Impacto Futebol Clube, de Osasco, Grande São Paulo como meia e lateral de campo. Anderson estava realizado após vencer um torneio de futebol com o time o qual jogava no domingo anterior ao desaparecimento, em 19 de dezembro. A Copa da Paz, era um de seus maiores objetivos profissionais do jovem para este ano, de acordo com o portal G1

A família suspeita que ele tenha caminhado por cerca de 10 km até entrar no mar e se afogar, Anderson estava com o irmão dele quando decidiu passear na praia durante a madrugada. Logo em seguida, sumiu.

“Por volta das 2h da manhã, ele deixou as roupas dele, chave, documento, e falou para o meu cunhado que iria dar uma volta. Depois de uns cinco minutos, meu cunhado sentiu falta dele, porque ele não é de sumir assim”, disse Larissa esposa de Anderson, 22 anos.

Anderson deixa esposa e filho de 11 meses

Após perceberem o sumiço, parentes do atleta iniciaram buscas na região e acionaram os bombeiros e a polícia. O corpo de Anderson foi encontrado após 36 horas por um pescador, que avistou o jogador boiando no mar de Praia Grande, no Balneário Flórida.

O corpo foi retirado pelo Grupamento de Bombeiros Marítimos (GBMar) e encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) da cidade.

Larissa acredita que o marido tenha caminhado por muito tempo e, cansado, ao mergulhar para refrescar, tenha sido atingido por uma onda ou pisado em alguma vala que o sugou pro mar.

Anderson deixou um filho que completou 11 meses no último sábado (25). Com informações da TV Jornal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.