Um fisiculturista foi preso em janeiro após confessar ter matado os pais em Bolzano, na Itália. De acordo com Benno Neumair, o crime foi cometido após o pai dele pedir para que o filho se levantasse da cama e levasse o cachorro para passear. As informações são do jornal Daily Star.

Aos policiais, Benno afirmou que discutiu com o pai Peter Neumair, de 68 anos, e, durante a briga, foi acusado de “ser um fracasso” e de não ajudar nas tarefas domésticas. Na sequência, o filho teria pegado uma corda de escalada e estrangulou Peter para “calá-lo”.

“Só me lembro que apertei com muita força”, contou Brenno. Ainda conforme o fisiculturista, pouco tempo depois, a mãe dele, Laura Perselli, de 63 anos, voltou para casa e também foi estrangulada pelo filho. “Fiz sem nem me despedir”, afirmou.

Após a morte dos pais, Benno pegou os corpos e os jogou de uma ponte no rio. O corpo de Laura foi encontrado no rio Adige com sinais de estrangulamento. Já o corpo de seu marido não foi recuperado, embora vestígios de seu sangue tenham sido encontrados em uma ponte próxima. Benno está preso por duplo homicídio e ocultação de cadáver e aguarda julgamento.

As informações são do ISTO É

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.