Motociclista se arrisca ao conduzir veículo sob influência de álcool e acaba preso na Chapada Diamantina

Motociclista se arrisca ao conduzir veículo sob influência de álcool e acaba preso na Chapada Diamantina

Não é mais novidade que álcool e direção é uma combinação perigosa. Apesar disso, muitos condutores ainda arriscam suas vidas e de terceiros ao pegar a estrada após ingestão de bebida alcoólica. No último sábado (24), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou mais uma ocorrência de alcoolemia, no municípios de Seabra, região da Chapada Diamantina.

Imagem divulgação PRF

Tudo começou, após uma equipe da PRF receber denúncias de condução perigosa na BR-242, na altura do km 417. Ao chegarem no local, os policiais encontraram um homem que foi contido pela população após trafegar pela contramão e em zigue-zague.

Ao se aproximarem do motociclista, a equipe percebeu que ele apresentava sinais claros de embriaguez como fala arrastada, odor etílico, andar cambaleante e ideias desconexas.

Convidado a fazer o teste do bafômetro, o motociclista soprou o equipamento e o resultado foi 1,10 mg/l, o que representa uma concentração de álcool 3 vezes superior considerada crime (superior a 0,33 mg/l) pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Ele foi preso e conduzido para a delegacia de Polícia Civil.

Somente este ano, a PRF na Bahia notificou por embriaguez ao volante 145 motoristas que se submeteram ao teste do bafômetro. Desses, 69 se enquadraram no crime de trânsito e foram detidos. Outros 1.370 condutores foram multados pela recusa ao teste do bafômetro.

Kleber Medrado

Deixe um comentário