Novembro Azul: cultivando a mente do homem saudável

Câncer de próstata foi a causa da morte de 16 mil brasileiros em 2021, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer. Uma patologia que antes era tida como “doença da terceira idade”, cresceu no Brasil cerca de 5% nos últimos anos entre homens da faixa dos 20 a 49 anos. Índices alarmantes que justificam a grande preocupação com a conscientização da saúde masculina, estandarte do Novembro Azul.

Imagem divulgação

Contudo, para a psicanalista e especialista em desenvolvimento humano Joseana Sousa, a atenção com a saúde mental do homem não pode ser esquecida nesta reflexão. Uma informação importante do Ministério da Saúde que justifica isso, afinal, é que o suicídio é quatro vezes mais incidente em homens, representando a terceira maior causa de mortes dos 15 aos 29 anos.

“Quando falamos da saúde física do homem, não deixamos de pensar também a mental, a psicológica, porque o fato dele estar bem consigo mesmo pode ajudar ele a ter hábitos mais saudáveis de vida e evita que muitos problemas se transformem em doenças”, afirma Joseana. Esta característica que explica a profissional é elemento de doenças psicossomáticas, ou seja, aquelas que surgem na mente e se projetam no corpo ou vice-versa. É importante lembrar que o cérebro, como qualquer outro órgão do nosso corpo, merece cuidado e atenção de profissionais especializados, ainda mais por ser a nossa central de comando.

Joseana Sousa – Imagem divulgação

Joseana, que foi a primeira piloto de aviões do Maranhão e hoje mora em Vitória-ES com a família, associa nossa mente inconsciente à “caixa preta” de uma aeronave, onde guardamos todos os nossos registros emocionais. Estas memórias guiam nossa tomada de decisão e reação sob pressão, é base de dados para o nosso livre arbítrio onde nenhuma informação é apagada, mas não temos acesso direto a essas informações para a nossa própria proteção. “É necessário filtrar a enxurrada de informações que recebemos diariamente. Processar da forma correta essas informações para que elas se tornem úteis, construtivas.

No livro Caixa Preta e na mentoria com o mesmo nome trago consciência para essas memórias inconscientes que guiam nossas escolhas e nem sabemos”, detalha a especialista. Assim, ela conclui que para um bom desenvolvimento fisiológico e psicológico, é preciso que a masculinidade esteja associada à busca por uma melhora real, que vá além da superfície e represente a cultura do homem moderno, cuidadoso e acima de tudo, saudável!

Serviço: Joseana Sousa

Piloto de aviões, psicanalista e especialista em desenvolvimento humano

Instagram: @joseanasousa

Tel. (27) 99919-1108

Kleber Medrado

Deixe um comentário