PRF apreende mais de 140 m³ de madeira nativa em operação de combate aos desmatamentos ilegais na BR 242 em Barreiras (BA)

PRF apreende mais de 140 m³ de madeira nativa em operação de combate aos desmatamentos ilegais na BR 242 em Barreiras (BA)

Ao longo dos dias da Operação “Rotas da Madeira do Brasil – ETAPA III/BA”, foram registradas 6 ocorrências criminais que resultaram na apreensão de 143 m³ de madeira nativa. Essa quantidade representa cerca de 40% das apreensões realizadas pela PRF/BA durante todo o ano de 2022, o que evidencia a importância e o impacto da operação no combate ao transporte ilegal de produtos florestais.

A cidade de Barreiras, localizada no oeste baiano, foi palco da Operação “Rotas da Madeira do Brasil – ETAPA III/BA” , que ocorreu entre os dias 18 e 25 de julho. Essa ação, conduzida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), teve como objetivo principal combater o transporte irregular de produtos florestais provenientes de desmatamentos ilegais nas florestas nativas da Amazônia Legal. A operação concentrou-se na BR 242, estrada estratégica e eixo de ligação utilizada para o transporte desses produtos ilícitos.

Além das ações operacionais tradicionais, a operação “Rotas da Madeira do Brasil” vai além ao buscar soluções inovadoras para enfrentar esse desafio ambiental. Um dos pilares do projeto consiste na distribuição ao longo da malha rodoviária de caixas contendo espécies de madeira mais frequentes na região. Essa medida tem o objetivo de subsidiar a atuação dos policiais na luta contra o transporte de madeira nativa ilegal. Na etapa desenvolvida na cidade de Barreiras, 63 espécies foram analisadas e identificadas. 

Mais do que simplesmente entregar material de referência, o projeto visa criar uma rede de agentes engajados no combate ao crime ambiental, promovendo a troca de informações e experiências. Essa colaboração mútua tem como resultado o aprimoramento da identificação remota das espécies de madeiras durante as abordagens, tornando o trabalho mais eficiente e preciso.

Kleber Medrado

Deixe um comentário